PUBLICIDADE
SALA DE IMPRENSA
Micro e pequena empresas mantem empregabilidade
Mrcio C. Medeiros
07/04/2021
Rinaldo Traskini e Valdenice Valderramas, da associao comercial de Pompeia falam sobre empregabilidade - Foto: Arquivo: Val X Rinaldo 070421

O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Pompeia, Rinaldo José Traskini, considerou como louvável a performance do setor empresarial quanto aos postos de trabalho na atual conjectura econômica. Segundo dados do levantamento feito pelo Sebrae com base nas informações do Caged do Ministério da Economia, no mês de Fevereiro de 2021, as micro e pequenas empresas foram responsáveis pela geração de 68,5% dos empregos criados no Brasil, o que corresponde a um pouco mais de 275 mil vagas, sendo mais do que o dobro dos postos de trabalho gerados pelas empresas de médio e grande porte, que chegaram ao índice de 101,8 mil. “Isto comprova mais uma vez de que as micro e pequena empresas precisam ser levada mais a sério neste País”, defendeu o dirigente de Pompeia, que lamenta a quarentena imposta pelo Governo do Estado de São Paulo no varejo em geral com a Fase Emergencial em todo o território paulista.

De acordo com a pesquisa realizada no acumulado do ano, dos cerca de 611 mil empregos gerados no primeiro bimestre, 476,7 mil (72,26%) foram das micro e pequenas empresas, enquanto que as médias e grandes empresas criaram 134, 1 mil novas vagas. Apesar dos fortes impactos da pandemia nesse segmento, esse quantitativo é superior ao total de empregos gerados em 2020, quando foram criados 301,9 mil novos postos de trabalho, o que representa um aumento de mais de 102%. As MPE aumentaram a participação em 199.563 novas contratações contra 109.413 das MGE.

Setorialmente, os empregos nas micro e pequenas empresas seguem sendo puxados pelos segmentos de serviços (107.980 vagas), seguido pelo comércio (65.084 vagas) e indústria de transformação (63.963 vagas). Nas médias e grandes empresas, o Comércio continua fechando postos de trabalho, acumulando, nesse bimestre, um saldo negativo de -24.626. Mato Grosso, Goiás e Santa Catarina permanecem como as três Unidades da Federação que mais contrataram proporcionalmente. Amazonas segue como a única UF com mais desligamentos do que admissões em 2021. Esse saldo negativo é consequência do elevado número de demissões nas MPE.

Outro aspecto apresentado pela gerente administrativa da associação comercial pompeiana, Valdenice Aparecida Lacerda Valderramas, foi quanto ao Programa de Estágios, quando 34 jovens foram encaminhados para o mercado de trabalho, mesmo com a quarentena no varejo. “Isso demonstra que as empresas estão se reinventando e estão procurando produzir dentro da realidade atual”, disse a dirigente de Pompeia ao lembrar que desse total 4 jovens farão estágios em empresas na cidade de Oriente. “Essa é outra alternativa que o empresariado passa a contar, sendo mais flexível a presença do estagiário na empresa, neste período de incertezas”, comentou ao colocar-se a disposição para o recebimento de currículos, para quem busca oportunidades de trabalho, através do endereço eletrônico: curriculo@acepompeia.com.br.

Numa parceria com o Instituto Talentos as pessoas que quiserem aproveitar vagas como estagiários podem procurar a associação comercial de Pompeia que desenvolve o Programa Jovem Aprendiz, oferecendo chances para aqueles que quiserem iniciar a carreira profissional na prática. “Quem tiver interesse pode entrar em contato através do número telefônico: (14) 3452.1288 ou pelo “Whatsapp” (14) 99781 8993”, disse Valdenice Aparecida Lacerda Valderramas ao colocar-se a disposição de empresários e estagiários que queiram incrementar o programa.

Mais de Sala de Imprensa
PUBLICIDADE
2021 YesMarilia - Notícias, entretenimento e prestação de serviços. Todos os direitos reservados