PUBLICIDADE
SALA DE IMPRENSA
Mais de R$ 3,2 bilhões injetados na economia, alerta dirigente
Marcio Medeiros
15/06/2020
José Augusto Gomes, da associação comercial, fala sobre a injeção financeira espera no vareja com programas governamentais - Foto: ARQUIVO: Guto 150620

O superintendente da Associação Comercial e Industrial de Marília, José Augusto Gomes, disse que o varejo em geral deve se preparar para o recebimento dos 4,9 milhões de novos cadastrados nesta semana pela Caixa Econômica Federal que pagará o auxílio emergencial, dentro do programa governamental. “O repasse de valores relativos ao benefício vai movimentar mais de R$ 3,2 bilhões”, disse o dirigente de Marília que enxerga numa oportunidade de negócio neste período de pandemia. “Sem dúvida de que o comércio em geral será beneficiado com essa injeção financeira”, acredita o superintendente mariliense que faz o alerta para os varejistas em geral. “Direta ou indiretamente esse dinheiro vai circular no comércio”, defendeu ao prever uma ajuda na reativação da economia.

Por terem sido admitidos no programa recentemente, esse grupo receberá a primeira parcela do benefício. Pelo agendamento divulgado pelo banco, o crédito será feito na conta desses brasileiros na terça-feira (16/6) e quarta-feira (17/6). Na terça-feira, a previsão é o recebimento por aqueles nascidos entre janeiro e junho. Já na quarta-feira será a vez das pessoas com data de nascimento entre julho e dezembro. Os beneficiários poderão movimentar digitalmente os recursos utilizando o aplicativo “Caixa Tem”, que permite transações e pagamentos com “QR Code”. “Não tenho a menor dúvidas de que muitos aproveitarão esse crédito para investirem nas lojas de Marília”, falou o dirigente mariliense. “Se não for para comprar será para o pagamento de parcelas do crediário”, comparou ao direcionar o investimento para o varejo em geral.

Já o saque em dinheiro deverá seguir calendário próprio, iniciando em julho e variando a cada dia de acordo com a data de nascimento. Segundo a instituição, a definição de datas específicas de acordo com o calendário fixado pelo Ministério da Cidadania foi adotada para evitar aglomerações nas unidades de atendimento. No início do pagamento do auxílio, foram registradas longas filas em agências da Caixa em diferentes cidades do país. As datas para o recebimento da segunda parcela ainda não foram divulgadas pelo Ministério da Cidadania e serão informadas posteriormente pelo órgão. “O comerciante deve ficar atento e preparar a equipe de vendas para recepcionar o consumidor que terá condições de visitar as lojas”, falou ao lembrar das necessidades preventivas, principalmente o uso geral das máscaras faciais e principalmente a higienização e também o distanciamento. “Esses três detalhes são fundamentais para que o comércio de Marília tenha a flexibilização elevada”, falou ao defender os cuidados preventivos.

COMÉRCIO ELETRÔNICO – O superintendente da associação comercial lembrou também a importância dos comerciantes que fazem parte do “Acim Shopping Marília”, na plataforma eletrônica de vendas pela internet. Segundo o dirigente as vendas eletrônicas devem crescer, também, proporcionalmente, afinal, o crédito é generalizado e caberá ao lojista atrair o consumidor, seja para a loja física ou virtual. “É preciso ter foco nestes dois modelos de consumidores, pois, os dois são bem vindos e devem ser trabalhados simultaneamente”, falou ao apontar o endereço eletrônico do portal de compras e vendas: www.marilia.dakki.com.br ou pelo portal da entidade: www.acim.org.br. “O que não pode é vacilar e perder a chance de vender, num período em que o consumidor tem crédito”, disse ao se satisfazer, também com o pagamento das parcelas. “O importante é o comércio se manter forte neste período de crise", defendeu.

Mais de Sala de Imprensa
PUBLICIDADE
© 2020 YesMarilia - Notícias, entretenimento e prestação de serviços. Todos os direitos reservados